quinta-feira, agosto 27, 2015

Flores de papel de Campo Maior - Festas do Povo





No ultimo fim se semana fomos até ao Alentejo com o intuito de ver as ruas floridas de Campo Maior. A viagem é longa principalmente depois de um dia de trabalho, mas lá pelas 23 horas chegamos ao nosso local de pernoita, a casa de turismo rural – Monte dos Pensamentos. O local é agradável e sossegado e a piscina bastante convidativa.

Photo & Video Sharing by SmugMug

Com informação de que a água da piscina estava a 23º, tomei logo a decisão de nessa mesma noite experimentar um mergulhos e umas braçadas ao luar … um espetáculo.

Photo & Video Sharing by SmugMug

No dia seguinte, fomos até Elvas e como de Elvas não conseguíamos ver Badajoz, apesar da informação da canção do Paco Bandeira “Ó Elvas, ó Elvas … Badajoz à vista …”, resolvemos dar um salto a Badajoz.

Photo & Video Sharing by SmugMug

Photo & Video Sharing by SmugMug

Depois de um almoço/picnic tardio ao lado da piscina no Monte dos Pensamentos, fomos até à barragem do Caia onde os amantes da vela e outros desportos semelhantes aproveitavam o vento forte que se fazia sentir no local.

Photo & Video Sharing by SmugMug

Photo & Video Sharing by SmugMug

Ao fim do dia, fomos até Campo Maior. Uns quilómetros antes já existiam carros estacionados na berma da estrada. No entanto e como sabia que existiam parques de estacionamento públicos fui andando até mais perto da povoação. Os primeiros parques que encontrei estavam lotados ou perto disso e distavam uns quilómetros do centro. Continuei em direção a Campo Maior, encontrei uns parques bem situados e com poucos carros mas não eram gratuitos. Depois, um policia, informou-me que do lado norte existia um parque gratuito com muitos lugares livres. Estacionei a 50 metros da entrada. Voltamos a picnicar as sobras do almoço e depois fomos ver as famosas flores de papel.

Photo & Video Sharing by SmugMug

Photo & Video Sharing by SmugMug

As ruas estavam deslumbrantes. O trabalho feito pelos moradores de cada rua era de uma beleza incontável e singular. Saiamos de uma rua e entravamos na outra, todas diferentes e igualmente bonitas. Lá fui com de tripé e a maquina fotográfica com a lente 16-28 da Tokina. O compromisso de ver o número máximo de ruas floridas e o tempo de exposição necessário para fotografias noturnas sem flash nem sempre resultou. Passadas cerca de 2 horas resolvemos regressar, pois no dia seguintes tínhamos previsto nova visita.

Photo & Video Sharing by SmugMug

No dia seguinte regressamos a Campo Maior, como é visitante experiente fui diretamente para o parque em que tinha estado no dia anterior e estacionei mais uma vez perto da entrada. De dia as ruas ainda eram mais deslumbrantes. Procuramos ver ruas diferentes das do dia anterior e a qualidade manteve-se. Campo Maior estava transformado num imenso jardim florido. Desta vez só carreguei com a maquina e a pequena lente NIKON 50mm 1.4. Passadas 3 horas resolvemos iniciar o regresso a casa que felizmente correu sem problemas apesar de ao aproximarmo-nos do litoral começar a chover.

Photo & Video Sharing by SmugMug

Photo & Video Sharing by SmugMug



Cumprimentos,
António Vieira
2015-08-23

Sem comentários: