quarta-feira, outubro 05, 2011

É quase impossível apreciar um pôr-do-sol sem sonhar


É quase impossível apreciar um pôr-do-sol sem sonhar … Observar a serenidade das águas da ria onde se espelham as suas embarcações … ver os esvoaçar das aves a cruzar o horizonte à procura de um local para pernoitar … lembrarmo-nos que temos de ser humildes, pois, até o sol com toda a sua grandeza se põe e deixa a lua brilhar …
Mas, … também é tão belo é o sol quando se ergue … mais glorioso que um sonho … será mais belo o nascer ou o pôr-do-sol? … as águas continuam serenas … os barcos espelhados … as nossas sombras continuam a ficar para trás quando lhe viramos o rosto … e devemos lembrar-nos que não devemos ficar tristes quando fizermos algo de belo e nobre … pois o sol toda a manhã faz um lindo espetáculo e a maioria da plateia ainda dorme …
António Vieira
2011-10-04