sábado, maio 21, 2011

insectos


Viva,

Hoje apresento-vos as minhas mais recentes fotografias macro de insectos ... estes bichinhos normalmente desprezados, calcados e dizimados pelos humanos têm afinal formas e feições muito bonitas.

Cumprimentos,
António Vieira
2011-05-10

Turquia ... a ponte entre a Europa e a Ásia


Viva,

No passado mês de Abril passei uns dias de férias na Turquia ao abrigo de um protocolo entre o Circulo de Leitores/Bertrand e o governo Turco, onde nos é custeada a estadia. Este protocolo pretende incentivar o turismo nas épocas baixas, tendo em atenção a grande dependência do país nesta fonte de rendimento.

O que vos posso dizer da Turquia …
… ao nível da segurança, parece-me um país muito pacífico sem ostentação militar ou das forças de segurança, onde podemos passear sem problemas.

Em relação ao clima … tendo em atenção à extensão e localização … passamos do calor moderado junto ao mediterrâneo até às montanhas geladas em apenas algumas horas de camioneta. Isto porque logo a seguir aos vales junto do mediterrâneo fica a cordilheira dos Montes Tauro.
Ao contrário de outros países … eles incentivam a utilização da produção interna … ou melhor desincentivam, através de carga fiscal, a utilização de produtos importados. Por isso, produtos como o café (nunca paguei menos de 2€ por um café expresso de sabor horrível) ou os combustíveis (a gasolina e o gasóleo ainda são mais caros do que em Portugal) são extremamente caros.

Apesar da moeda da Turquia ser a Lira Turca, todos os estabelecimentos aceitam euros. Como 1 euro vale aproximadamente 2 liras turcas, o câmbio é fácil. Também existem nas zonas mais turísticas e nas grandes cidades algumas caixas ATM que permitem levantar euros.

No meu caso optei por adquirir um pacote turístico até à Capadocia que nos permitiu usufruir dos serviços de um guia turístico (uma Turca que falava razoavelmente português), para além da viagem de camioneta, da entrada em vários museus e direito a todas as refeições (isto porque a estadia paga pelo governo turno só cobre a estadia nos hotéis em regime de meia pensão).

Também fiz a minha estreia em viagens de balão ... mais um extra ... e afinal é muito mais seguro do que parece à primeira vista ...

Podem ver mais fotos em ... http://www.tovieira.com/Turkey

António Vieira
2011-05-10

domingo, maio 01, 2011

Turquia

A Turquia (em turco: Türkiye), cujo nome oficial é República da Turquia (Türkiye Cumhuriyeti), é um país euro-asiático que se estende por toda península da Anatólia, no extremo ocidental da Ásia e pela Trácia Oriental (também conhecida como Rumélia), no sudeste da Europa. O país faz fronteira com oito países: a noroeste com a Bulgária, a oeste com a Grécia, a nordeste com a Geórgia, a Arménia e o enclave de Nakichevan do Azerbaijão, a leste com o Irão e a sudeste com o Iraque e a Síria. O Mar Mediterrâneo e o Chipre situam-se a sul, o Mar Egeu a sudoeste-oeste e o mar Negro a norte. O Mar de Mármara, o Bósforo e o Dardanelos (que juntos formam os Estreitos Turcos) demarcam a fronteira entre a Trácia e a Anatólia e separam a Europa da Ásia.
A localização da Turquia, entre a Europa e a Ásia, torna o país geoestrategicamente importante. A religião predominante na Turquia é o islamismo, com pequenas minorias de cristãos e judeus. A língua oficial do país é o turco, falado pela esmagadora maioria da população.
A maior cidade do país e da Europa, Istambul (anteriormente chamada Bizâncio, depois Constantinopla), encontra-se entre a Trácia e a Anatólia, dividida ao meio pelo Estreito do Bósforo. Trata-se da única cidade do mundo situada em dois continentes.
A região do Mediterrâneo (Akdeniz Bölgesi) ocupa o sul; está separada do interior pelos Montes Tauro, que correm paralelos ao Mediterrâneo, por vezes chegando à costa, mas na maior parte dos lugares estão dela separados por planícies costeiras férteis, onde se concentra a maior parte da população e onde a agricultura está mais desenvolvida.
Antália
Antália (em grego: Αττάλεια, transl.: Attaleia, em turco: Antalya, antiga Adália) é uma cidade do sul da Turquia situada região do Mediterrâneo (Akdeniz Bölgesi), capital da área metropolitana (büyükşehir belediyesi) e da província de Antália.
Construída sobre falésias à beira-mar, a cidade está rodeada de montanhas.

Karpuzkaldiran Waterfall
A cordilheira dos Montes Tauro corre paralela à costa, de leste para oeste e praticamente rodeia as estreitas planícies costeiras onde a cidade se encontra. Em algumas partes da costa, as montanhas mergulham a pique sobre o mar, formando pequenas baías e penínsulas. A cidade encontra-se sobre duas zonas planas formadas por rocha travertina, a uma altitude média de 35 metros. O centro encontra-se na planície rochosa mais perto do mar, estendendo-se a zona urbana para a planície de Kepezüstü, mais para o interior.

Sahat Kulesi (The Clock tower), situado na praça Kalekapisi, fez em tempos parte da antiga fortificação da cidade. Actualmente sinaliza e entrada no Kaleiçi.
O centro histórico, na zona denominada Kaleiçi, conserva um certo ambiente de outros tempos com as suas ruas empedradas estreitas, as casas tradicionais gregas e turcas, os seus hotéis, bares, discotecas, restaurantes e lojas. O seu restauro recebeu o prémio Golden Apple Tourism. Os grandes hotéis mais modernos situam-se junto à costa, acima de das praias de Konyaalti e Lara.
A arquitetura da cidade conserva vestígios das culturas que passaram pela cidade — lícia, panfília e helénica e, principalmente, romana, bizantina, seljúcida e otomana.
Locais históricos no centro:


Torre Hıdırlık (Hıdırlık Kulesi)

Porta de Adriano
  • Kaleiçi, o centro histórico
  • Muralhas
  • Torre Hidirlik (Hidirlik Kulesi), originalmente construída no período helénico, foi reconstruída no século II d.C. pelos romanos e restaurada pelos seljúcidas e otomanos; serviu tanto como fortificação como farol.
  • Porta de Adriano, foi construída no século II d.C. em honra do imperador romano Adriano, que visitou a cidade em no ano 130.
  • Kesik Minare (minarete partido), começou por ser um templo romano construído no século II; no século VII foi conertida numa igreja bizantina em honra da Virgem Maria; sofreu grandes estragos durante as invasões árabes do século VIII; foi restaurada no século X e convertida em mesquita pelos seljúcidas. A mesquita foi destruída por um incêndio em 1846, tendo sobrevivido apenas o minarete.
  • Mesquita Yivli Minare ou Ulu Camii, é um dos edifícios islâmicos mais antigos de Antália, embora possa ter sido originalmente uma igreja bizantina. Foi construído pelos seljúcidas em 1230. A torre que lhe dá o nome (minarete em forma de flauta) tem 38 m de altura e é um dos símbolos da cidade. A mesquita original foi destruída no século XIV, dando lugar a um dos exemplos mais antigos de construções com cúpulas múltiplas da Anatólia. Atualmente acolhe o Museu de Etnografia de Antália.
  • Outros edifícios islâmicos importantes são o madraçal Karatay Medresesi e as mesquitas Ahi Yusuf Mescidi, Iskele, Murat Pasa, Tekeli Mehmet Pasa, Balibey, Musellim, Seyh Sinan Efendi e Osman Efendi.

Konya

Trajes tradicionais

Konya é uma cidade da Anatólia central e é a capital da província com o mesmo nome.

Mevlana Museum
Konya é considerada a cidade da Turquia mais conservadora em relação à religião. Foi em tempos conhecida como "citadel of Islam" e ainda é mais devota que as outras cidades.
Locais de interesse:
  • Alaeddin Mosque
  • Ince Minaret Medrese-- Museum
  • Karatay Medrese -- Museum
  • Mevlana Museum, formerly the tekke of Mevlana
  • Alaaddin Hill

Capadócia
A Capadócia é uma região da Turquia. É conhecida por sua singular paisagem lunar, suas cidades subterrâneas que serviram de abrigo aos antigos cristãos, bem como suas casas e igrejas escavadas nas rochas.

GOREME OPEN AIR MUSEUM

Vista de Uçhisar e do seu "castelo" (kale)

A região da Capadócia é em grande parte constituída por rochas sedimentares formadas em lagos e ribeiros e depósitos de antigos vulcões (ignimbrites). As rochas da região da Capadócia perto Göreme estão em erosão e formam centenas de pilares e formas espectaculares criando vales de grande beleza. Os depósitos vulcânicos são rochas moles que as pessoas das aldeias no coração da região da Capadócia esculpirão para formar casas, igrejas e mosteiros. Göreme tornou-se num centro monástico entre 300-1200 dC.

Balão sobre a Capadocia